domingo, 13 de maio de 2012

A Importância do colinho de Mãe!

foto google


Há aquelas máximas que ouvimos desde crianças!

Ser Mãe é padecer no paraíso!

Viva a vida selvagem, tenha filhos!

Crianças, só quando vocês crescerem e forem mães, é que vocês vão valorizar o que é ser mãe!!

Mas, por todo o meu poder de observação, e vivência, considero que a maternidade é uma vocação, em sua essência "é uma escolha", e valorizá-la decorre desse envolvimento de amor e afeto dessa doação-recepção, entre "mãe e filho", que muitas vezes nem são mães nem filhos de verdade, paridos do próprio ventre.

E como existem mães que não pariram!
E como mulheres parideiras não exercem a maternidade!
Acredito que todas tenhamos belos exemplos para comentar!

Perto de mim posso citar que ultimamente as águas têm sido muito férteis!
As barrigas proliferam e crescem literalmente ao meu redor no meu ambiente profissional!

Em breve chegarão Bruna, Lara, Clara, João, Felipe, André ou João(ainda sem decisão final), e mais duas menininhas gêmeas....
E que surto assustador de gêmeos NATURAISSSSSSSS!
Pois hoje em dia sabemos de muitos partos múltiplos em função de tratamentos, mas creiam ainda nascem gêmeos, e alguns casos sem histórico familiar, de forma natural.

Como disse um amigo meu, as farmácias do bairro aonde trabalhamos estão com super faturamento no seguimento fraldas descartáveis, pois semanalmente estamos tendo alguns encontros para chás de bebê!

Essa energia de celebrar a maternidade que se descobre, a primeira gravidez, a surpresa de uma gravidez de gêmeos, é muito vibrante!

O crescimento das famílias com a chegada de mais um filho, a preparação do coração da mãe para multiplicar afetos e cuidados...

E as "boadrastas" que recebem os "filhos" que não geraram como seus? 
Quantas emoções e experiências, nem sempre com o necessário preparo do aprendizado do tempo e da evolução desde o nascimento até a idade do relacionamento com a criança!
Como "boadrasta" de crianças de excelentes mães vivas e de crianças já órfãs, algumas até órfãs de mães vivas (o que torna tudo bem mais difícil), que lidaram com situações inusitadas e que merecem o respeito e o reconhecimento dos pais e dos meninos e meninas que assumiram com amor e carinho.

E as mães acolhedoras através de adoção, as mães na essência plena que mesmo sem gerar, acredito eu em minhas teses encontram seus "cordões umbilicais emocionais" através da adoção de uma criança, que passa a fazer parte da sua história de forma igualmente marcante e profunda.

E porque não citar a luta das mulheres homossexuais na adoção para o exercício da maternidade, direito a ser respeitado e exemplificado no filme Minhas Mães e Meu Pai.

Há também as mães voluntárias, que cuidam dos seus filhos, e que de tanto amor, de tanto espírito fraternal, compartilham esse afeto com crianças carentes em hospitais, orfanatos, creches, comunidades carentes, e por que não falar idosos em asilos, transmitindo valores e cuidados com aqueles que precisam de "colinho de mãe".

Mas, não sei se falei de todos os cenários, se esqueci de citar algum, mas especialmente para mim, quando citei colinho de mãe, o que mais me mobiliza nessa fase da minha vida, é de verdade - a importância, o valor do colinho de uma mãe!

Cheguei a um período da vida que estou vivendo a perda da mãe dos meus amigos!
Não há nada pior do que ir a enterro de mãe de melhor amigo, se deparar com "a sua infância" entristecida, encontrar quem te levou ao cinema, quem te fez bolo de chocolate, quem te deu conselho, para ser enterrada.
Infelizmente nos últimos meses tenho passado por isso, várias vezes....

Aos meus amigos queridos que estão passando o Dia das Mães sem a sua mãezinha, lembro que elas os está energizando lá junto da Mãezinha do Céu!

E, como muitos de vocês sabem, desde novembro luto com o tratamento da minha mãezinha, que depois de cirurgia, muitas internações hospitalares, GraÇas a Deus agora está em casa e está melhorando!

A cada dia desse tratamento, ao vê-la sofrendo e chorando de dor, repassei o filme da minha vida, lembrando de todos os momentos em que rimos juntas, cada bronca, cada malcriação que fiz (eu fui demais de malcriada!!!), cada evento de formatura, aniversário, cada conversa, cada abraço, cada carinho, cada colinho!

Nesses 6 meses pude valorizar de verdade a importãncia do colinho de mãe!

Curtam bem o colinho da sua MÃE!!! 

Para todos vocês que são mães, que serão mães, que têm mãe( no plano terrestre ou no espiritual), para as mães blogueiras e as blogueiras mães...


FELIZ DIA DAS MÃES!!




Nesse domingo, dia 13 de maio, uma data para mim especialmente linda, eu estou comemorando:
O Dia das Mães - Meu dia, ter minha Mãe pertinho de mim, estar com minha irmã, minha sogra e cunhadas!
Seria aniversário da minha avó que me protege lá do Céu!
É Dia Abençoado de Nossa Senhora de Fátima minha Santa protetora, que tantas graças já me concedeu!
E lembramos da Princesa Isabel, nome da minha filhota.



19 comentários:

  1. Oi meu bem,
    Linda msg, adorei.
    Desejo que sua mãe esteja bem e que vc possa comemorar com ela, para qual envio muitas felicidades.
    Gde abraço,

    ResponderExcluir
  2. "O Berço em que, adormecendo, Repousa um recém-nascido, Sob o cortinado de o véu, Parece que representa, Para a mamãe que o acalenta, Um pedacinho do ceú." (Olavo Bilac e o dia das mães)
    UM FELIZ DIA DAS MÃES!!!
    http://www.luceliamuniz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Um domingo cheio de amor, paz e coisas boas.
    feliz dia das mães
    Beijos
    Mary.

    ResponderExcluir
  4. Ser MÃE, que grande!!!
    Aquilo que dizes não é mais que o profundo sentir de quem ama com mãe e filha que foi.
    A todas as mães e, a ti especialmente, o meu abraço de reconhecimento

    ResponderExcluir
  5. Sandra lindo seu texto, muito bem editado a todos as mamães. Eu fui uma das que tive um encontro umbilical emocional entre eu e mamãe a quem devo minha vida, minha segunda chance no mundo, e sou eternamente grata por ela e por Deus tê-la colocado em meu caminho. Feliz Dia das Mães a vc, sua querida mãe, sua sogra e cunhadas. Que seu dia seja repleto de alegrias e bençãos. Bjos

    ResponderExcluir
  6. Este colo é muito especial...
    Linda homenagem Sandra!

    Tenha um dia muito especial junto dos seus amados (a)...

    Beijo neste seu doce coração de mãe!

    ResponderExcluir
  7. Lindo post!
    Os filhos são para as mães as âncoras da sua vida.

    Bom domingo especial.
    Beijos coloridos!

    ResponderExcluir
  8. Linda mensagem!!! Eu ja me sinto mamãe tb a espera da Clara. Bjs

    ResponderExcluir
  9. Linda homenagem.

    Um beijo para todas as mães do mundo.

    ResponderExcluir
  10. Um texto maravilhoso.
    A minha mãe se foi o ano passado este ano não tive a quem dar um abraço, mas graças a Deus tive quem mo desse.
    De mãe para mãe deixo um abraço e uma
    ___________@@ @
    ____________@@@__@_@@@@
    ____________@@__@@_____@
    ___________@@@_@__@_____@
    __________@@@@_____@@___@@@@@@
    _________@@@@@______@@_@______@@
    ________@@@@@_______@@________@_@@
    ________@@@@@_______@_______@
    ________@@@@@@_____@_______@
    _________@@@@@@____@______@
    __________@@@@@@@@_______@
    ___________@@@@@@@@@@@@
    ___________@@@@@@@@@@@@
    _______________@@@@@@@
    @@@@@@@__________@@
    _@@@@@@@_________@
    __@@@@@@_________@_@
    ___@@@___@_______@@
    ___________@_____@__@
    _______@@@@_@___
    @_____@@@@@@__@_@@
    ____@@@@@@@___@@
    ____@@@@@______@
    ____@@_________@
    _____@_________@
    _____________@_@

    ResponderExcluir
  11. Oi Sandra
    Desejo de coração que sua mãe fique boa logo e você possa curtir muito ainda seu colinho.
    Graças a Deus ainda tenho a minha com 83 anos, ainda bem de saúde, claro, nas limitações dos problemas de saúde graves que ela já enfrentou, mas lúcida e uma presença forte entre nós.
    Beijo e obrigada.

    ResponderExcluir
  12. Sandra,um lindo texto em homenagem a esse dia especial!Desejo que sua mãe fique boa logo e tb não acredito que vc foi super malcriada!...rsss...a gente sempre pensa assim,mas pergunte pra sua mãe e ela vai dizer que vc era boazinha!...rss...bjs e meu carinho pra vc!

    ResponderExcluir
  13. Oi Sandra!

    Que linda mensagem! Não sou mãe mas me sinto mãe em algumas situações da vida. Dou colo e recebo colo de filhos que não gerei e de mães que adotei. Mas agradeço a Nsra de Fátima pela mãe que me deu e fez ser quem eu sou com defeitos e qualidades que só nossa mãe sabe relevar ou reconhecer.
    Obrigada pelo seu carinho! Feliz Dia das Mães! Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Olá, amiga parceira Vou-de-Blog! Tudo bem?
    Estou passando p divulgar o meu novo blog: http://minhapaixaoporcabelos.blogspot.com.br/
    Será um prazer receber a sua visita. Agradeço muito se puder me dar uma força e seguir lá tbm.
    Bjos.
    Lu

    www.voudeblog.com

    ResponderExcluir
  15. Sandrinha, o post traz acontecimentos do seu cotidiano, próximo de muita gente. espero e desejo que sua mãezinha esteja bem a cada dia que passa.
    beijos,
    Sheyla.

    ResponderExcluir
  16. Olá Sandra,

    Uma linda homenagem a todas as mães, de fato ou de direito.
    Vejo que seu dia foi especial e feliz.
    Espero que sua mãe se recupere para que você possa curtir seu colinho por muito tempo ainda.
    Cheguei há pouco de Conselheiro Lafaiete, onde os filhos se
    reuniram para celebrar a data. Minha mãe completa 84 anos ainda este mês, para nossa felicidade.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Que linda a sua mensagem! Me emocionei, especialmente com a história da sua mãe, e fiquei com vontade de ir acordar a minha pra dar mais um beijo e mais um abraço, hehehe!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  18. Sandra, é verdade... como um colinho acalenta, acalma, tira as dores do corpo e da alma....
    Ser mãe é bem diferente de Ter filhos...

    Super beijo pra uma super mae. Tenho muito orgulho e muito agradecimento a Deus por permitir que nossos caminhos se encontrassem.

    Ju e Giovanne

    ResponderExcluir